Prémio Alberto Romão Dias atribuído a António Pires de Matos

O Prémio Alberto Romão Dias, instituído pela Sociedade Portuguesa de Química (SPQ) em 2009, é concedido bienalmente a um químico que se tenha distinguido pela alta qualidade, originalidade e autonomia do trabalho de investigação, desenvolvido em Portugal, na área de Química Inorgânica e Organometálica.

Na edição de 2016, o júri, constituído por Maria José Calhorda, Artur Silva, Joaquim Marçalo, Carlos C. Romão, José J. G. Moura, Mário N. Berberan e Santos e José A. Martinho Simões, decidiu por unanimidade atribuir o Prémio a António Pires de Matos, investigador coordenador Jubilado do IST-UL (CTN) e Professor Catedrático Convidado Jubilado da FCT-UNL.

O Prémio será apresentado durante a conferência da Divisão de Química Inorgânica e Bioinorgânica da SPQ, que este ano terá lugar em Sintra a 7 e 8 de Outubro (http://11icc.eventos.chemistry.pt/), ocasião em que o premiado dará uma lição plenária.


Publicado/editado: 13/07/2016