Proposta de Resolução da PROVA 142/C/2ª Fase – QUÍMICA

A SPQ disponibiliza no link em baixo a proposta de resolução da prova PROVA 142/C/2ª fase – QUÍMICA, efectuada em 19 de Julho de 2005.

Esta prova faz uma cobertura razoável das matérias que constam do programa e o grau de dificuldade dos cálculos é aceitável para uma duração de duas horas, em que a leitura atenta do enunciado consome um tempo não despiciendo se atendermos à existência de 6 grupos de questões de “escolha múltipla” com 5 hipóteses em cada grupo.

No entanto, encontram-se algumas fragilidades (algumas delas, provavelmente ligadas aos próprios conteúdos do programa) continuando a existir enunciados que orientam demasiado a resposta. Um exemplo extremo está contido na questão II.3.3 onde se pede para calcular o pOH de uma solução (o resultado vai ser 11,8) e é escrito na linha seguinte :

11,8=-log(1,7x10-12)

Na questão I.2, seria mais correcto falar de dipolo instantâneo-dipolo instantâneo.

A questão II.2, deveria ter sido formulada em termos de Kp e não em termos de Kc uma vez que se trata de um sistema em fase gasosa. Com efeito, o Kp, a constante termodinâmica para sistemas gasosos, é adimensional e exige os valores numéricos das pressões quando expressos em atm (bar, actualmente) porque cada uma das pressões está dividida pela pressão padrão. Essa pressão padrão tem o valor de 1 atm (actualmente, 1 bar). O Kc, no caso desta reacção, tem unidades, ao contrário do que é sugerido na resolução oficial: dm3 mol-1. Só não teria unidades, quando aplicada a um sistema gasoso, se a reacção ocorresse sem variação do número de moles. O Kc só é garantidamente adimensional para sistemas ideais em fase líquida diluída, em que o estado padrão de cada componente é a concentração 1M (1 mol dm-3).

Na questão II.3.2, deveria ser explicitado que se trata de uma água neutra, pura. Se não, a evolução do pH da água dependerá também da evolução com a temperatura das constantes de acidez (basicidade) das espécies presentes.

No grupo III, faria mais sentido inverter a ordem das questões 4 e 5. De facto, alguns alunos terão mesmo explicitado o valor da constante R durante a resolução do ponto 4 e ficarão surpreendidos quando a pedirem na questão 5. Ou, simplesmente, excluir a questão 5 que não testa nenhuma competência extra relativamente à questão 4.

O formulário fornecido é excessivo, incluindo fórmulas correspondentes a conceitos que deveriam estar já profundamente enraizados (tal como no caso da prova da 1ª Fase).

ver mais
Publicado/editado: 20/07/2005
PERIÓDICOS DE QUÍMICA

PRÓXIMOS CONGRESSOS

Projecto Sal Ciência


com o apoio

© :: Sociedade Portuguesa de Química 2013