Nobel da Química 2007 atribuído a Gerhard Ertl

Gerhard Ertl, do Fritz-Haber-Institut der Max-Planck-Gesellschaft, Alemanha, nascido em 1936, é o vencedor do Prémio Nobel da Química 2007, “pelos seus estudos de processos químicos em superfícies sólidas” – em particular, de processos catalíticos à superfície de metais e óxidos metálicos.

Os estudos de Gerhard Ertl debruçam-se sobre os mecanismos da interacção com a superfície e dos processos catalíticos ao nível atómico-molecular – isto é, tentando caracterizar o percurso de cada átomo desde os reagentes aos produtos e as interacções específicas com os átomos da superfície sólida. Para isso recorre a técnicas experimentais capazes de fornecer informação detalhada ao nível das partículas atómicas e das superfícies sólidas (como a Difracção de Electrões de Baixa Energia, Espectroscopia Fotoelectrónica de Raios-X ou Microscopia de Efeito de Túnel) e também a estudos de química computacional por métodos mecânico-quânticos, que permitem prever a estrutura e propriedades dos agregados à superfície do sólido.


Publicado/editado: 09/10/2007
PERIÓDICOS DE QUÍMICA


com o apoio

© :: Sociedade Portuguesa de Química 2013