Capa
Série II / Número 144 / Volume 41
Março 2017
Ver revista | Descarregar revista

Editorial

Nos últimos anos, várias revistas que tinham sido criadas sem indicação de volume foram compelidas a incluir essa informação. A título de exemplo, a Chemical Communications foi publicada durante 45 anos apenas com indicação do ano e do número do fascículo, mas em 2010 passou também a indicar o volume, começando no volume 46. A necessidade de organizar as revistas em volumes deve-se ao   facto de todas as revistas científicas exigirem que a referência a um trabalho citado inclua, entre outra informação, o ano e o volume da revista onde este foi publicado; o número  do fascículo raramente consta na referência. Refiro aqui este assunto porque foi decidido, com a anuência da Direção da  SPQ, que o Química passará também a ser organizado em volumes anuais, mantendo-se os quatro fascículos por ano.


Autor(es): Categoria: n/d Página(s): 2 Ver artigo Descarregar artigo

Sebastião José Formosinho Sanches Simões (1943-2016)

O Doutor Formosinhofoi uma das personificações mais ilustres da nossa Academia. Aos 20 anos licenciou-se em Ciências Físico-Químicas com 18 valores. Aos 25 anos, já com o serviço militar completo, partiu para a Royal Institution , em Londres, para fazer o seu doutoramento com Lord Porter, prémio Nobel da Química poucos meses antes. Em Londres é um dos pioneiros na utilização de lasers na investigação de reações químicas. 


Autor(es): Categoria: In Memoriam Página(s): 3 Ver artigo Descarregar artigo

Uma Palavra da Direção

Com a eleição do Presidente da Delegação Regional de Coimbra a 12 de janeiro, completa-se o ciclo eleitoral de constituição do Conselho Diretivo da Sociedade Portuguesa de Química para o triénio 2016–2019. Na perspetiva de uma transição serena, em linha com os princípios norteadores da missão estabelecida e levada a cabo pelos nossos antecessores, mas cientes de que tal como a Química é a ciência da transformação é também através da transformação que procuramos estabelecer novas metas e direções. Nesse sentido, atribuímos novas responsabilidades a alguns dos membros que cessaram funções e ao mesmo tempo procurámos abrir à renovação chamando um conjunto de novos sócios a dar o seu contributo à SPQ, integrando-os em fun- ções de responsabilidade diretiva.


Autor(es): Categoria: Uma Palavra da Direção Página(s): 6 Ver artigo Descarregar artigo

Noticiário SPQ

O XXII Encontro Luso-Galego de Química surgiu na sequência dos encontros anteriores realizados desde 1985, alternadamente em Portugal e Espanha, decorrentes da estreita relação existente entre a Sociedade Portuguesa de Química e o Colegio Oficial de Químicos de Galicia.


Autor(es): Categoria: Noticiário SPQ Página(s): 7 Ver artigo Descarregar artigo

Lewis / Pauling / Bernal

Em Portugal, país pequeno, as raridades são ainda mais escassas do que o habitualmente necessário para ascender a tal categoria, mas Raquel Gonçalves-Maia, com os seus três livros recentemente dados à estampa na série “Dos  Átomos e das Moléculas", da Livraria da Física (São Paulo), veio, mais uma vez, confirmar a rua rareza.


Autor(es): Categoria: Livros Página(s): 9 Ver artigo Descarregar artigo

Nipónio, Moscóvio, Tenesso e Oganésson

Apresentam‑se algumas reflexões sobre as designações mais adequadas em português para os elementos químicos 113, 115, 117 e 118. São tidas em conta as recomendações IUPAC de 2002 e 2016 relativas aos nomes e símbolos de novos elementos, assim como as soluções registadas noutras línguas neolatinas na base terminológica IATE dos serviços linguísticos das instituições europeias.


Autor(es): Categoria: Artigos Página(s): 11 Ver artigo Descarregar artigo

Química, disse ela!

A obra policial de Agatha Christie é uma das mais conhecidas no mundo. Histórias de suspense e mistério, dois caricatos detetives, Miss Jane Marple e Hercule Poirot, e o fair play literário da escritora, onde o leitor tem a mesma oportunidade do detetive, tornaram Agatha Christie uma escritora intemporal. Ao longo dos seus livros, Agatha Christie matou centenas de personagens: umas por afogamento, outras esfaqueadas, outras através de uma pancada suave…nada de muito violento. Mas a sua arma do crime favorita era química e não física. Enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial, a rainha do crime trabalhava na farmácia hospitalar, onde adquiriu conhecimentos sobre os ingredientes necessários para cozinhar um crime quase perfeito. 


Autor(es): Categoria: Artigos Página(s): 15 Ver artigo Descarregar artigo

A Química da sobrevivência

Nos últimos anos temos assistido a um aumento do número de desastres naturais, surtos epidémicos e de conflitos militares em larga escala. Estes acontecimentos ameaçam a integridade da infraestrutura que suporta as nossas vidas em sociedade, e a ideia de que teremos de enfrentar um cenário pós-apocalíptico durante este século ganha cada vez mais adeptos. Em tal situação, alguns conhecimentos básicos de química poderão fazer a diferença entre a vida e a morte. Neste artigo estão descritos alguns procedimentos que permitem obter energia, atear um fogo ou fazer armas de defesa com reagentes e materiais abundantes fora do laboratório.


Autor(es): Categoria: Artigos Página(s): 21 Ver artigo Descarregar artigo

A forja d'O Anel do Nibelungo: a contribuição da ciência

Ao longo de quatro quadros – deuses e elementos, o metal maldito, limites da ciência, melodia sem fim – percorre-se o mundo científico-industrial contemporâneo de Richard Wagner, analisando-se o seu impacto na produção d’O Anel do Nibelungo. Simultaneamente, discutem-se os conteúdos científicos desta tetralogia e estabelece-se uma ligação com as ciências da evolução.


Autor(es): Categoria: Artigos Página(s): 27 Ver artigo Descarregar artigo

Considerações acerca da data da descoberta do crómio: Efeito da revolução francesa em meios de divulgação de novas descobertas científicas

Discute-se a razão pela qual se afirma por vezes que a data da descoberta do crómio é 1794, i. e., três anos anterior à verdadeira. Isso tem que ver com a turbulência política criada em França durante a Revolução, a qual se tornou maior no período do Terror. Uma das questões abordadas é a extinção das academias, para a qual Marat, l’Ami du peuple, contribuiu significativamente. Salienta-se a importância da Société Philomathique de Paris durante o período de encerramento da Academia das Ciências.


Autor(es): Categoria: Artigos Página(s): 35 Ver artigo Descarregar artigo

Dorothy Crowfoot Hodgkin – Estrutura 3D de biomoléculas

Dorothy Crowfoot Hodgkin viu as moléculas como ninguém as vira antes. Os seus conhecimentos científicos, sempre incrementados ao longo da vida, em conjunção com um intelecto brilhante e uma intuição privilegiada, indicavam-lhe a abordagem a seguir. Com persistência, decifrou o posicionamento espacial dos átomos de muitas biomoléculas: esteróis e seus derivados, penicilina, vitamina B12, insulina. A cristalografia de raios X foi o seu instrumento de análise. Era exímia. As suas descobertas foram um valioso contributo para entender a relação estrutura e função e, consequentemente, para o desenvolvimento de fármacos eficientes


Autor(es): Categoria: Artigos Página(s): 43 Ver artigo Descarregar artigo

O químico em Portugal. Parte 1: Caracterização do profissional registado na rede social de negócios LinkedIn

A Sociedade Portuguesa de Química lançou em 2016 um inquérito (A Química em Portugal, 2 de maio de 2016; localizado em http://www.spq.pt/news/540) que visa a caracterização do Químico Português. O principal objetivo é perceber o enquadramento de um químico (independentemente do grau alcançado) no mercado português e se o número de licenciados formados serve as necessidades do país. Por outro lado, um dos objetivos adicionais do inquérito é correlacionar a formação académica com a situação profissional ao longo da vida. Paralelamente, utilizou-se uma rede social de negócios orientada para a empregabilidade, o LinkedIn, popular entre os quadros superiores, para comparar a informação aí encontrada com a obtida por meio do inquérito. Neste artigo apresenta-se uma primeira apreciação geral da pesquisa no LinkedIn. Seguir-se-á um segundo artigo onde serão divulgados os resultados do inquérito web e as comparações relevantes entre os dois estudos.


Autor(es): Categoria: Artigos Página(s): 49 Ver artigo Descarregar artigo

Ensino da Físico-Química a alunos surdos

Nos tempos que correm, ser professor é um desafio constante e ensinar Físico‑Química a aluno surdos é um desafio ainda maior. A experiência pessoal adquirida ao longo de muitos anos de contacto com alunos com necessidades especiais levou à criação de ferramentas que ajudam a transmitir conceitos básicos de Química e de Física.


Autor(es): Categoria: Quimica e ensino Página(s): 55 Ver artigo Descarregar artigo

A dobra e o abraço dos líquidos

A atividade proposta nesta edição pretende demonstrar os efeitos da electricidade estática. Quem nunca sentiu o efeito de cabelo no ar em dias particularmente secos? Vamos usar este podes para dobrar a água...


Autor(es): Categoria: Química para os mais novos Página(s): 59 Ver artigo Descarregar artigo

Destaques

 - XXV Encontro Nacional da Sociedade Portuguesa de Química
-  18.o Tetrahedron Symposium
- 46th IUPAC World Chemistry Congress
- 11th Triennial Congress of the World Association of Theoretical and Computational Chemists


Autor(es):
Categoria: Destaques Página(s): 62 Ver artigo Descarregar artigo

Agenda

.


Autor(es):
Categoria: Agenda Página(s): 63 Ver artigo Descarregar artigo
© :: Sociedade Portuguesa de Química 2013