Capa
Série II / Número 128 / Volume 37
Março 2013
Descarregar revista
Este número do QUÍMICA é o último editado pela atual equipa, que o acompanhou ao longo destes últimos três anos, procurando sempre divulgar a Química que melhor se faz em Portugal.
Os dois últimos anos foram de certo modo dedicados à química: 2011 foi o Ano Internacional da Química e, por feliz acaso, foi também o Ano do Centenário da Sociedade Portuguesa de Química, cujas celebrações se estenderam a 2012.
O Prémio Ferreira da Silva foi instituído pela Sociedade Portuguesa de Química em 1981, sendo atribuído com carácter bienal a um químico português que, pela obra científica produzida em Portugal, tenha contribuído significativamente para o avanço da Química, em qualquer das suas áreas.
Por iniciativa do Departamento de Química da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, e com o apoio da SPQ, realizou-se no dia 9 de janeiro, no Porto, uma reunião de departamentos de Química, Engenharia Química e áreas afins, com a presença de representantes da FCUP, FEUP, UTAD, UM, UBI, UA, UC, IP de Tomar, ISEL, IST, FCUL e UAlg.
Após uma viagem algo atribulada, desde 30 de novembro que finalmente se encontra a decorar as instalações da Sede da Sociedade Portuguesa de Química a peça de artesanato “Einstein com Marie Curie”, vencedora doconcurso INOVARTE 2011, promovido pela ADERE-Minho com o apoio da SPQ, e dedicado ao tema “Ano Internacional da Química” (tal como noticiado no QUÍMICA 122).
O XVIII Encontro Luso-Galego de Química decorreu de 28 a 30 de novembro de 2012 na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real.

Nos dias 28 a 30 de novembro de 2012 teve lugar, na Universidade de Aveiro, o 3.º Encontro Nacional de Química Terapêutica (3.º ENQT).


A Olimpíada da Ciência da União Europeia é uma competição destinada a estudantes do ensino secundário, na faixa etária dos 16 anos, pretendendo estimular a escolha de carreiras científicas, desenvolver talentos, proporcionar troca de experiências e contactos entre estudantes que poderão vir a participar nas Olimpíadas Internacionais da Ciência, além de comparar os curricula e as perspetivas do ensino das ciências entre os Estados-membros da União Europeia
Decorreu no dia 31 de janeiro de 2013, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), a oitava edição da Fase Regional de Bragança das Olimpíadas de Química+.
A Assembleia Geral da EuCheMS decorreu nos dias 11 e 12 de outubro de 2012, no Instituto de Química em Dublin, Irlanda, tendo reunido representantes das diversas Sociedades membro da EuCheMS e outras organizações associadas, representantes das Divisões, Grupos de Trabalho e do Conselho Executivo da EuCheMS e da Rede Europeia de Jovens Químicos, entre outros.
O Professor José Luís Costa Lima foi galardoado com o Prémio Ferreira da Silva 2012. Este prémio, instituído pela Sociedade Portuguesa de Química em 1981, tem como objetivo o reconhecimento de químicos portugueses que, pela obra científica produzida em Portugal, tenham contribuído significativamente para o avanço da Química em qualquer das suas áreas.
Os fulerenos, em especial o C70 e derivados, possuem um tipo raro e invulgarmente intenso de fluorescência, a fluorescência retardada por activação térmica (FRAT)

O carbono é o sexto elemento mais abundante do universo, encontrando-se presente tanto na forma orgânica, como em materiais inorgânicos. Além das três formas alotrópicas que ocorrem naturalmente (carbono amorfo, grafite e diamante), podem ser também sintetizadas estruturas de carbono com dimensões nanométricas


O uso vulgarizado de certos termos, como “ligações ricas em energia” e “compostos muito calóricos”, que muitos autores utilizam ao tratar de bioenergética, acompanha uma série de erros que circulam na Internet, nomeadamente a ideia de que a cisão de ligações químicas liberta energia, de que a energia libertada em reações químicas resulta da cisão de uma dada ligação nos reagentes, esquecendo as ligações formadas nos produtos da reação.
Neste artigo apresenta-se uma panorâmica geral sobre Boas Práticas de Laboratório (BPL) e os Princípios da OCDE de BPL, nomeadamente evolução histórica, definição, âmbito de aplicação, principais objetivos e legislação.
No presente trabalho são descritas três experiências laboratoriais que visam dar a conhecer as propriedades dos zeólitos.
Sem termos o intuito de ser exaustivos, pretendeu-se fazer uma sistematização de algumas ocorrências de recursos educativos digitais disponíveis na Web – em particular simulações, animações e jogos educativos – potencialmente interessantes para o ensino da química no ensino básico e secundário.
Este módulo inquiry foi adaptado a partir do módulo PARSEL já existente e disponível em http://www.parsel.unikiel.de/cms/index.php?id=76. Foi otimizado para ser aplicado no 12.º ano de escolaridade, mas com pequenas adaptações poderá ajustar-se ao 11.º
Os polímeros voltam a aparecer nas atividades para os mais novos. Fazendo justiça à quantidade de polímeros que nos rodeia, iremos novamente debruçar‐nos sobre este tema.
s/n
s/n